Buscar

O vidro na Boêmia




Vidro boêmio é o vidro decorativo feito na Boêmia (atual Tchecoslováquia) e na Silésia (atual Polônia), a partir do século XIII.


Especialmente notável é o vidro cortado e gravado em alto estilo barroco, fabricado de 1685 a 1750. No início do século XVII, Caspar Lehmann, cortador de gemas do Imperador Rodolfo II em Praga, adaptou ao vidro a técnica de gravura de gemas com rodas de cobre e bronze.


Embora os antigos conhecessem a gravura em vidro com talha (Tiefschnitt, "corte profundo") e em alto relevo (Hochschnitt, "corte alto"), Lehmann foi o primeiro gravador de vidro moderno a aperfeiçoar a técnica e a desenvolver um estilo pessoal.





Ele fundou uma escola, mas os seus alunos mais talentosos - como Georg Schwanhardt, originador da famosa escola de gravadores de Nuremberg - foram retirados da Boêmia; e a gravura em vidro só floresceu lá por volta de 1700, quando foi inventado um vidro pesado, de alto brilho e cal de potássio (cristal boêmio).


Seus desenhos originais, profusão de motivos e ornamentação rica e ostensiva, fizeram do vidro boêmio o principal vidro do mundo.




A Silésia também se tornou um importante centro para a produção deste tipo de vidro através do trabalho de Friedrich Winter e de outros gravadores de vidro. No final do século XVIII, o vidro de chumbo inglês com decoração cortada ultrapassou o vidro boêmio em popularidade após a introdução do novo estilo Rococó.


O vidro boêmio respondeu à concorrência com a invenção do vidro Hyalith, o preto com desenhos de chinoiserie dourados (desenhos de inspiração chinesa), e o vidro Lithyalin, que se assemelha a pedras semi-preciosas.



Também foram produzidos um vidro rubi barato e um vidro opaco branco sobreposto, ambos esculpidos e esmaltados. A qualidade artística declinou no final do século XIX, mas foi reavivada por Ludwig Lobmeyr, um industrial vienense que fundou um estúdio de design de vidro em Kamenický Šenov (Steinschönau).



Este é um cálice de vidro boêmio, cortado em relevo e decorado com flores barrocas gravadas em talhe-doce, da oficina de Friedrich Winter na Silésia, cerca de 1710-20, que está exposto no Museu de Artes Decorativas, em Praga.



#vidronaboêmia

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo